sexta-feira, 1 de junho de 2012

A HISTÓRIA DO ESMALTE


De 3500 a 3100 antes de Cristo, as egípcias tingiam as unhas. A princípio com a cor preta, depois, mais claras e com tons do marrom claro ao preto com henna.


No Império Romano passou-se a valorizar o polimento das unhas, que em geral era feito com materiais abrasivos. 
Já na China antiga as unhas compridas eram cultuadas como sinônimo de nobreza.




Tudo começo com lacas derivadas de goma e resina natural, dissolvidas  em óleo. De secagem lenta, após a evaporação a película absorvia a poeira e saía com facilidade.

Já na idade moderna, em 1800 as unhas femininas apresentavam-se curtas, moldadas a lima, levemente arredondadas.






 Ocasionalmente eram perfumadas com óleo vermelho e polidas com couro macio.
Em 1830 na Europa, o físico Dr Sitts, inspirado pelos palitos de dente desenvolve o primeiro instrumento de manicure. Com este instrumento a cutícula podia ser empurrada gentilmente para trás. Antes desse instrumento a cutícula era removida com todo tipo de metal, ácidos e tesouras.
A sobrinha do Dr. Sitts, em 1892 desenvolveu novo instrumental, fazia palestras sobre como tratar da cutícula e com isso surgiram os primeiros salões de manicure. 
Em 1900 era comum usar tesouras e limas metálicas para dar forma às unhas.




Para polir eram usados cremes colorantes e pós. Há havia um modelo precursor  de esmalte de unha como o conhecemos hoje. Este esmalte era aplicado com um pincel de pelo de camelo, entretanto, este esmalte não permanecia mais que um dia nas unhas.
Em 1910 foi fundada a primeira empresa de produtos de manicure em Nova York a Flowerey Manicure Products. A empresa produzia o famoso Emery Board , um tipo de lixa metálica que tornou-se um produto básico para o tratamento de manicure. Mas em 1914 uma mulher, Ana Kindred registra em Dakota do Norte, EUA a patente para a proteção das unhas.
Em 1917 a Vogue publica um anúncio Não Corte a Cutícula. Use a técnica Simplex, de Home Manicuring. O conjunto incluía um removedor de cutículas, um polidor de unhas, esmalte de unha, uma caneta branqueadora de unha, uma lixa (já de papelão) e um folder com instruções para fazer as unhas em casa.



Mais e mais mulheres querem unhas brilhantes e  usar abrasivos, pastas ou pós polidores.
Já em 1920 as estrelas de cinema são maquiadas de acordo com o “esquema de características infantis”: olhos destacados, bocas grandes, narizes pequenos, cabelos curtos e magreza de rapazes.






 Ainda não havia exatamente um esmalte de unhas. Entretanto, a indústria automotiva criou a base dele, desenvolvendo esmaltes para carros.
Finalmente foi lançado em 1925 um esmalte de unha transparente, em tom rosado.


 Ele é aplicado no meio das unhas – a meia lua e a ponta das unhas ficavam nuas. Para a responsável pela manicure na Metro Golden Mayer, então o estúdio de cinema mais popular dos Estados Unidos, Beatrice Kaye, os anos 20 e 30 eram os anos da manicure estilo meia lua. 




A cutícula era removida e a unha preenchida apenas ao centro. Mais tarde o esmalte seria aplicado à unha, mas não na meia lua junto à raiz (a lua). Esa época proibia mulheres de reputação usar esmaltes muito chamativos, de cores fortes.



Em 1930 Rita Hayworth, Gloria Swanson e Jean Harlow promovem o uso de esmaltes internacionalmente.


 

 Em1932 Charles e Joseph Revlon, dois irmãos americanos, mais um quimico criam o esmalte brilhante e colorido com pigmentos, para ser aplicado na unha toda. Nasce a marcaRevlon e eles promeovem pela primeira vez a tendência de maquiar os lábios e unhas da mesma cor.
  

Em 1970 começa a década dos esmaltes sintéticos. As unhas tornam-se extremamente longas através de várias técnicas e estão na ultima moda.

 


Os esmaltes acrilicos são sucedidos pelos esmaltes de fyber glass em 1980.




A decoração dos esmaltes não é mais limitada aos esmaltes - pedras preciosas e vários acessórios entram em uso.


Surge a Profissão de designer de unhas.


Fonte de texto AQUI.


9 comentários:

It girls disse...

Flor que interessante teu post, não conhecia história do esmalte. Adorei!

http://www.profanofeminino.com/

SHEYLA -DMulheres disse...

Diva,
Adorei saber dessa estória das unhas. Vivendo e aprendendo

bjokas
Sheyla.

Harah disse...

Viajei aqui :)

Aline Castro disse...

Olha vai rolar sorteio lá no Blog se quiser dar uma passadinha. Vc vai curtir ;)
Bjuuuu
www.alinexiloca.com

Drika disse...

Puxa, não imaginava que existia todo essa trajetória. :)

TATY (Kátia) disse...

olá,bom dia. tudo bem?
encontrei seu blog meio que por acaso, daí resolvi entrar e conhecer, e quer saber eu adorei,estarei te seguindo desde já, e gostaria de aproveitar para fazer parte do meu blog, na verdade o segundo, pos já tenho um, mas acabo de criar outro, e adoraria te-la por lá. tbm sou de RECIFE/pe,e acho que podemos nos dar bem. o que vc acha?

bjus....

CHARME COSMETICOS disse...

Olá, boa tarde, que interessante esse seu blog. Estava procurando exatamente este conteúdo para ministrar uma palestra no próximo dia 11/06 e adivinha? achei em seu blog. Quero te avisar e pedir para usar este conteúdo na palestra?! Ok! desde já te agradeço e Convido para comemorar conosco o DIA DA MANICURE 14/06 no CAFÉ DA MANHA CHARME COSMETICOS Tel(21)2771-1825 me liga bjks charmecosmeticos@blogspot.com.br

Aline disse...

Muito bacana teu post Diva, adorei saber mais como nosso objeto de desejo foi criado *.*
Beijos

http://unhasdanine.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

ola Diva adorei mais onde eu encontro essas placas que tem caverinhas pra eu comprar?sany_americo@hotmail.com